[Fechar]

domingo, 2 de março de 2014

As Crônicas de Março

Março sempre chega trazendo as águas que fecham o verão.
A estação do mestre sol chega ao fim e somos lançado na monotonia do outono, que nós prepara para o abraço gelado do inverno.
Um abraço gelado, como o das pessoas de corações frio que vivem num eterno inverno.
Inverno, invernar
Verna, verão...
As pessoas de corações quente, costumam sobreviver as quatro estações e as sequências de arcos que elas escodem.
Mas, é difícil manter o coração sempre quente.
A questão é que o inverno sempre atiça o imaginário e é interpretado de diversas formas.
Alguns juram que ele pode durar anos, outros que é a estação preferida dos poetas e alguns os vê como um verdadeiro cenário de filmes de terror.
E, em meio a tantas interpretações, cada um convive com seu inverno a sua maneira: Uns fogem para onde haja calor, outro se rendem a uma xícara de chá, enquanto outros observam a chuva cair pela janela. Os ursos hibernam.
Talvez o inverno fosse insuportável para eles, assim como é para as pessoas de coração gelado.
Lembro-me da minha mãe sempre dizer que o tempo passa mais rápido quando fechamos os olhos. Será que os ursos sabiam disso?

Mas o problema estava com o inverno ou com aqueles que se deixaram invernar? Afinal, o que uma simples queda de temperatura poderia causar?
É difícil manter o coração quente, e as pessoas de coração gelado viam no inverno tudo aquilo que eles não queriam em seu coração: O frio.
Frio? Era isso mesmo que o inverno trazia?
Sim. Era isso.
Porém, o que o inverno pretendia fazer trazendo o frio?
É, você sabe a resposta, pois com certeza já ouviu a celebre frase: Os opostos se atraem.
E é isso que o inverno quer trazendo o frio: calor.
Calor, claro, amor...
Talvez fosse chegado o momento de abrir os olhos e deixar o tempo passar mais devagar...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...