[Fechar]

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

O reflexo, a flor e o guarda-chuva



O que havia mudado?
Ele  não sabia dizer, mas tinha certeza que ela estava certa sempre que dizia que algo em seu olhar havia mudado. Porém, não era assim que devia ser? Crescer, trabalhar, ser levado a serio...
Como fazer tudo isso sem mudar? Como fazer isso sem alterar a sua essência? Como não sentir a dor de sair da casca e encarar o mundo lá fora...?


Agora ela não estava mais ali, e tudo havia se tornado muito difícil depois disso.
A flor em cima da mesa desejava consola-lo, mas o guarda-chuva a impediu, dizendo que era hora dele encontrar a suas próprias respostas.
Por muito tempo havia sido assim, ele tentava mudar o mundo, enquanto ela tentava fazer com que ele mudasse apenas a si próprio.
Diante do espelho ele se encarou por alguns instantes e percebeu que a mudança que ele tanto desejou deveria começar por aquele homem no espelho. Então pegou um pano, e desejou profundamente resgatar as coisas que haviam se perdido pelo caminho, enquanto começava a limpar o mofo do seu guarda-chuva.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...